FAZENDO MISSÕES

Loading...

A beleza do serviço diaconal

Na igreja primitiva a palavra diácono e suas variações eram utilizadas em sentido amplo. Mas, em alguns textos bíblicos, encontramos o substantivo “diácono” sendo empregado para nomear um tipo de ofício existente na igreja, a que Paulo chamou de diaconato e aos que tinham essa ocupação, diáconos.
Na opinião de alguns teólogos, a origem deste ofício, está descrita no livro de Atos 6.1-7, cerca de 60 anos depois de Cristo. Nesse texto é apresentada a eleição de sete homens que deveriam “servir as mesas”, enquanto os apóstolos ficariam com a responsabilidade de orar e ministrar a Palavra. Entretanto, para servir esses homens deveriam “ter boa reputação e serem cheios do Espírito Santo e sabedoria” (v.3). Os escolhidos para esse importante trabalho foram: Estêvão, Filipe, Prócoro, Nicanor, Timão, Pármenas e Nicolau.
Dois ou três anos depois dessa eleição, o apóstolo Paulo escreve uma carta aos crentes em Filipos e saúda os santos e também os bispos e diáconos (Filipenses 1.1). Isso nos faz saber que nessa época, mais ou menos 62 ou 63 anos depois de Cristo, já existia o diaconato. O apóstolo também escreve a Timóteo, pastor da igreja em Éfeso, a respeito dos requisitos necessários para os que desejavam se candidatar ao diaconato (1 Timóteo 3.8-13). Essa carta data de 64 ou 65 depois de Cristo.
Origem da palavra “Diácono”
A palavra “diácono” e suas derivações vêm do vocábulo grego diakonos, vocábulo esse que era empregado para designar ou significar servos, assistentes ou serventes, que prestavam os mais variados serviços.
Poderíamos substituir servo por diácono (como está no grego). O que Jesus quis dizer é: Aquele que é maior demonstre-o, tornando-se servo (diácono) dos cultos. De igual modo podemos substituir, nesse exemplo, o vocábulo “servo” por “diácono”.
Vejamos outros exemplos:
1 – No evangelho de Mateus 23.11: “… será vosso servo”.
2 – No evangelho de Marcos 10.44: “… será servo de todos”.
3 – No evangelho de João 2.5: “… então ela falou aos serventes…”
No Novo Testamento grego, a palavra que está no lugar de servente é “diakonos”. Portanto, eram os serventes, nos tempos de Jesus, pessoas que hoje chamamos de garçons.
4 – No livro de Atos 6.2
“[...] Então os doze convocaram a comunidade dos discípulos e disseram: Não é razoável que nós abandonemos a palavra de Deus para servir as mesas.” Nesse texto o verbo servir (diakonein no original) contém a mesma raiz da palavra “diáconos” e “diaconato” nos textos de 1 Timóteo 3.8-13 e Filipenses 1.1.
5 – Atos 16.1-2
“Recomendo-vos a nossa irmã Febe, que está servindo à Igreja de Cencréia, para que a recebais no Senhor como convém aos santos, e a ajudeis em tudo que de vós vier a precisar, porque tem sido protetora de muitos e de mim inclusive.”
Nas cartas a Timóteo e aos Filipenses o termo diácono e suas outras formas aparecem dando-nos a entender a existência do ofício diaconal, pois nos fala detalhadamente sobre pessoas escolhidas criteriosamente para exercerem o diaconato ou o chamado ofício de diácono (ler Fp 1.1 e 1Tm 3.8-13).
A ideia concentrada neste texto, cujo original, existe a forma “diákonon” é que Febe prestava serviços à igreja. Não temos certeza se ela era uma assistente social, uma socorrista dos pregadores, uma itinerante, mas podemos concluir que era uma serva. Paulo se refere a ela destacando sua qualidade “diakonal” (obs.: Febe era solteira).
O diácono é alguém que se coloca à disposição da igreja como servo desta, para servi-la e que também presta serviços diretos a ministérios de Deus, ou ministérios da igreja (Romanos 16.1, 2). Paulo recomenda Febe para a igreja de Romanos declarando que ela servia como diaconisa na Igreja de Cencréia.
O diácono é uma pessoa que se coloca à disposição no ministério da parte de Deus em favor dos homens (mais claramente ministrador do evangelho). Podemos observar na vida de Jesus “ministro da circuncisão” (Romanos 15.8), de Paulo e Apolo “servos e ministros da Palavra” (1 Coríntios 3.5) e de Paulo e Timóteo “servos e ministros da Palavra” (Filipenses 1.1), exemplos de servos de Deus que exerceram o diaconato com zelo e amor.
 Pr. Omar Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário